Filtros

Social

Vídeos / 4 Março 2015

O simples ato de escovar os dentes pode parecer uma daquelas situações corriqueiras para um humano, mas não para o gato deste vídeo que está a fazer sucesso na Internet.

Para ele, a simples presença de uma escovinha pode ser… assustadora! smiley

Vídeos / 4 Março 2015

Jerusalém foi atingida por uma forte tempestade de neve, na última semana do mês de fevereiro, deixando a cidade sob um manto branco. No meio deste cenário de candura e tranquilidade, um grupo de monges franciscanos resolveu tirar o melhor proveito da neve e começaram a atirar bolas de neve uns aos outros.

HAJA ALEGRIA! smiley

Vídeos / 4 Março 2015

Não sei se estava bêbado, se queria pôr termo à vida ou se simplesmente teve um problema mecânico na mota... só sei, que ter saído a andar deste ASSUSTADOR acidente é um verdadeiro milagre.

Tudo bem que saiu a andar com mais estilo... mas facilitou! smiley

Vídeos / 4 Março 2015

A ideia deste recluso era burlar alguém por telemóvel, alegando que a pessoa sorteada ganhou um valioso prémio e que, para garantir o tão desejado presente, tinha de passar determinadas informações para o assistente que estava em linha.

Pois bem, este recluso quase que conseguia enganar alguém, pena que... só visto! smiley

Imagens / 4 Março 2015

O projeto "The Capsula Mundi" de dois artistas italianos pretende por em prática o "ciclo da vida" ao mudar a forma como as pessoas são tradicionalmente enterradas, independentemente da fé.

Basicamente, a vida transforma-se em vida e a morte passa para segundo plano, através de uma cápsula orgânica e biodegradável que é capaz de transformar um corpo em decomposição em nutrientes para uma árvore. Os restos mortais humanos são colocados dentro da cápsula e depois enterrados. De seguida, é plantada uma árvore ou uma semente por cima para aproveitar a matéria orgânica.

O objetivo passa também por criar uma alternativa ecologicamente sustentável para caixões. O cliente pode escolher a sua árvore preferida e desta forma transformar o cemitério numa floresta de memórias! Isto sem derrubar árvores para produzir caixões, mas plantando árvores para gerar mais vida.

Segundo Ana Citelli e Raoul Bretzel, a árvore passa a usar os nutrientes do corpo, crescendo mais rápido. "A árvore é escolhida quando a pessoa está viva. Parentes e amigos cuidam dela após a morte do indivíduo. Os cemitérios deixariam de ser lugares cheios de túmulos para virar uma floresta sagrada".

O projeto é ousado porque mexe com tradições seculares e o governo italiano proíbe certos tipos de caixões, mas os artistas já informaram que estão a trabalhar para mudar essa realidade.

Transformar cemitérios em lugares cheios de árvores é uma excelente maneira de resgatar boas lembranças das pessoas que partiram. SERÁ A IDEIA DO SÉCULO?

Vista Post a Post: Anuncio Paginação

Páginas