Filtros

Social

Vídeos / 27 Março 2017

No programa de ontem do Got Talent Portugal, ficamos a conhecer Dudu Friki, um verdadeiro artista capaz de levar uma plateia ao rubro. Inspirado em artistas como Joana Vasconcelos, Herman José e Ana Malhoa, o jovem tentou mas não conseguiu seguir em frente na competição.

Mesmo assim, ganhou os seus "5 minutos" de fama. Confere o momento! smiley

Vídeos / 27 Março 2017

O mais antigo e genuíno mestre de apanhados da Internet, o francês Rémi Gaillard, está de regresso ao Tá Bonito. Desta vez decidiu contribuir com todo o seu conhecimento sobre construção civil e deu uma mãozinha em algumas obras... o resultado está no vídeo e não desilude! smiley

Vídeos / 27 Março 2017

Na passada sexta-feira, um homem de nacionalidade brasileira ficou acidentalmente preso no interior de um supermercado Minipreço na rua São Vítor, em Braga, durante a hora de almoço dos funcionários.

"Os funcionários do Minipreço deixaram-me preso aqui dentro do supermercado e saíram para almoço. Estou há quase duas horas preso, é muita irresponsabilidade dos funcionários, não viram que havia um cliente no fundo da loja", comenta o cliente no vídeo que dura um minuto e meio, onde se ouve o alarme da loja a tocar, provocando constrangimento ao homem, que diz sentir-se um "bandido".

Entretanto, Minipreço confirmou a situação e assumiu a responsabilidade:

"Na sequência do incidente registado na loja Minipreço de Braga, sito na Rua de S. Vítor, 68/70, o Minipreço assume a total responsabilidade pelo sucedido, lamentando profundamente os transtornos causados. Todos os procedimentos internos, que vigoram no nosso perímetro de mais de 620 lojas no território nacional, são rigorosos e abrangem um alargado conjunto de normas e regulamentos que privilegiam a segurança e o conforto de todos os nossos clientes e funcionários. Qualquer incidente que viole estes princípios é alvo de um rigoroso inquérito interno para que se corrijam e melhorem estes procedimentos, numa óptica de aperfeiçoamento contínuo do serviço que prestamos às famílias que diariamente depositam a sua confiança nas nossas lojas."

Vídeos / 24 Março 2017

Uma idosa filipina de 69 anos, chamada Julieta Lorenzo, está a derreter os corações de milhares de pessoas em todo o mundo, depois de partilharem imagens suas a carregar às costas a filha de 30 anos com deficiência, quando se deslocou a pé até ao banco em Roxas City para receber a sua reforça (cerca de 38€). A imagens foram registadas pelo jovem Gilbred Cargason Alsagon Jr e mostram uma devoção inabalável de uma mãe idosa para com a sua filha deficiente.

De acordo com Gilbred, todos no banco - desde clientes aos empregados - ficaram tocados com a história de Julieta e da sua filha Mary Jane, oferecendo-lhes de imediato ajuda. No entanto, ela educadamente recusou porque a sua filha não confia em mais ninguém para carregá-la.

As fotos e vídeos partilhados por Gilbred ficaram virais e os meios de comunicação nacionais quiseram investigar a sua história. Eles descobriram que, além de ser paralítica, Mary também não consegue falar.

Acontece que a senhora Julieta cuida da sua filha com deficiência há quase três décadas. Mary Jane ficou paralisada desde que tinha três anos, e também é incapaz de alimentar-se sozinha. Esta mãe leva a sua filha aonde quer que vá, com medo de que ela possa ser violada ou ferida se a deixar sozinha.

E se ter que carregar a filha adulta às suas costas já não fosse difícil o suficiente para uma mulher de 69 anos, revelaram mais tarde que as duas vivem na aldeia de Bolo, nos arredores de Roxas, onde andam por caminhos de terra batida cheia de buracos e raízes de árvores, até chegarem à casa modesta onde vivem nos últimos 25 anos.

Nada foi mencionado acerca do marido ou familiares a quem a idosa possa confiar a filha. Além disso está claro que a pequena pensão da senhora está longe de ser suficiente para os cuidados médicos que a sua filha necessita, mas não há como negar que ela está a fazer tudo o que pode por ela, especialmente para uma pessoa que tem a sua idade.

Vídeos / 24 Março 2017

Um vídeo divulgado pelo jornal britânico The Sun mostra um soldado iraquiano a remover um cinto de explosivos de uma criança de 6 anos que recebeu ordens do Estado Islâmico para permanecer ao lado de soldados iraquianos. O cinto estava armado com explosivos ligados a um telemóvel por cabos que o soldado cortou. O exército iraquiano culpa o ISIS, pois já não seria a primeira vez que os extremistas usariam uma criança para ataques suicidas.

O vídeo em questão é apresentado como sendo do passado dia 18 de março. Terá sido filmado nos arredores da cidade de Mossul, de onde as tropas do exército iraquiano tentam expulsar as milícias do Daesh.

O soldado, perito em explosivos, apresenta-se como Hassan Blaise. Já antes, noutros vídeos e fotos divulgados na internet, aparecia em situações semelhantes, desarmadilhando crianças transformadas em bombistas-suicidas. Neste caso, o soldado Hassan está com um menino, vestido com uma camisola do clube londrino de futebol Chelsea, sob a qual esconde um cinto com explosivos ligados a um telemóvel, amarrados com ligaduras.

O vídeo com o soldado Hassan Blaise a desarmadilhar o menino-bomba surge na Internet em árabe e com um diálogo escrito em inglês, que aqui se traduz:

Soldado Hassan Blaise
- Bendito seja Alá e bençãos sobre o santo profeta e sua família.
- Irmãos, sou Hassan Blaise, perito em explosivos e hoje é dia 18 de março de 2017.
- Olhem para este menino e vejam até quão baixo vai a escumalha do ISIS, ao montarem esta armadilha com explosivos nesta criança.
- Ele tem cerca de seis ou sete anos.
- O ISIS colou-lhe um cinto com explosivos, enviou-o com os refugiados e disse-lhe para ficar perto dos soldados do Iraque.
- Como te chamas?
Menino
- Uday.
Soldado
- Quem te mandou?
Menino
- “Tio” (as crianças iraquianas chamam “tio” aos homens que não conhecem).
Soldado
- O “tio ISIS” disse-lhe para ficar perto dos soldados iraquianos para o fazerem explodir.
[O menino confirma]
- Mantém os teus braços levantados e não os baixes. Vejam como lhe ataram um cinto de explosivos à volta.
- Vejam até onde a escumalha do ISIS tem de ir.
- Mantém os braços levantados, filho, e vira-te.
- Vejam como é um cinto de explosivos.
[falando para o operador de câmara]
- Ele veio contigo?
[Resposta]
- Não, veio sozinho.
Soldado
- Deus te abençoe. Agradeço às forças de segurança e às forças de mobilização popular, que têm lutado com honra.
- Agradeço também aos refugiados, que nos informaram sobre este menino, porque estava sozinho e ninguém o conhecia.
- Os refugiados suspeitaram porque este rapaz estava sozinho, segurando a barriga.
Menino
- Não, “tio”, não!
Soldado
- Não te preocupes filho, não te vou magoar. Vou-te tirar esta coisa porque te pode magoar. Não te preocupes meu filho.
- Não te preocupes meu filho, não tenhas medo.
- Vejam este cinto explosivo.
- Vejam como o ISIS colocou isto numa criança que tem menos de sete anos.
- Uma vez mais agradeço às famílias de refugiados que nos informaram sobre este menino, que está desamparado e inocente.
- Pouco há a fazer enquanto Mosul não seja libertada, assim Deus queira. Eu sou Hassan Blaise, perito em explosivos.

Vídeos / 24 Março 2017

Hoje de manhã, quatro pessoas, incluindo uma grávida, foram esfaqueadas mortalmente, na freguesia de São Veríssimo, em Tamel, Barcelos. O principal suspeito, um homem de 60 anos, com antecedentes de violência doméstica, já confessou os crimes.

Durante uma reportagem em direto, uma jornalista da TVI estava a entrevistar alguns populares, até que apareceu um casal feliz da vida que foi "passear" até ao local do crime. "ENFIM"... palavras para quê! smiley

Vista Post a Post: Anuncio Paginação

Páginas